Escritor Victor Heringer morre aos 29 anos

Finalista do Oceanos 2017 com o romance O Amor dos Homens Avulsos (Companhia das Letras), o escritor Victor Heringer morreu nesta quarta-feira, 7/3/2018, no Rio de Janeiro, sua cidade natal. Em 2013, ele havia ganho o prêmio Jabuti com seu romance de estreia, Glória (7Letras). Em vídeo produzido pelo Oceanos para divulgar a lista dos dez finalistas de 2018, Heringer gravou depoimento em que descreve O Amor dos Homens Avulsos como história do primeiro amor entre dois meninos, em fictício bairro carioca dos anos 1970, durante a ditadura familiar. “O romance é uma experimentação formal com fotos, desenhos e documentos digitalizados da época”, explicou Heringer, cujo processo de criação incluiu pedido a seus futuros leitores, enquanto ainda escrevia o romance, para que enviassem o nome de seus primeiros amores. A lista foi incorporada à narrativa, tornando-se – nas suas palavras – a “espinha dorsal do livro, uma espécie de álbum de retratos com memórias reais, que dão realidade e solidez às lembranças inventadas do protagonista”. Victor Heringer trabalhava no Instituto Moreira Salles e foi colaborador, entre 2013 e 2017, da revista Pessoa, editada por Mirna Queiroz, curadora do Oceanos.