Fundação Fernando Leite Couto participa do Oceanos

@Cornelius Kibelka - via creative commons

A Fundação Fernando Leite Couto, de Moçambique, criada por Mia Couto para promover a arte e a literatura no país, inscreveu quatro livros no Oceanos 2018.

Um dos livros, O Bebedor de Horizontes, do próprio Mia Couto, também editado em Portugal pela Caminho, é uma das quatro obras inscritas ao prêmio publicadas em mais de um país lusófono.

 As outras são A Sociedade dos Sonhadores Involuntários, do angolano José Eduardo Agualusa, publicado em Portugal pela Quetzal e no Brasil pelo selo Tusquets, da Planeta; Corvos cobras chacais, de António Carlos Cortez, pela brasileira Jaguatirica e pela portuguesa Gato Bravo; Rua Antes do Céu, de José Luiz Tavares, pela portuguesa Abysmo e pela cabo-verdiana Rosa de Porcelana.

Esse fato demonstra a necessidade, atendida pelo Oceanos, de se criarem instrumentos de difusão das literaturas de língua portuguesa para buscar maior integração e conhecimento recíproco.

O número final das obras concorrentes à edição de 2018 será divulgado no início de abril.